script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">

pop up livro 2

Untitled Document

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Embaixador russo morre ao ser baleado na Turquia Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/mundo/embaixador-russo-morre-ao-ser-baleado-na-turquia-20670117#ixzz4TJDyjPlw © 1996 - 2016. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Do G1


ANCARA — Um atirador abriu fogo em uma exibição de fotos e matou a tiros o embaixador da Rússia na Turquia. O Kremlin confirmou que Andrei Karlov faleceu após ser levado ao hospital e classificou o ataque de terrorista. O diplomata fazia um comunicado em uma exibição de fotos chamada "A Rússia vista pelos turcos" quando foi acertado pelos tiros. Uma testemunha afirmou que o atirador gritou "Aleppo e "Vingança" após entrar no local se passando por policial. Pouco depois, o atirador — que, segundo a prefeitura de Ancara, era policial — foi morto pela polícia, segundo a rede "NTV".


Imagens do momento do ataque 


De acordo com a rede BBC, o atirador gritou "Não esqueça sobre Aleppo, não esqueça sobre a Síria" antes de usar a frase islâmica "Deus é grande". Já o "Independent" diz que ele gritou: "Nós morremos em Aleppo, você morre aqui".

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, confirmou o episódio e disse estar em contato com autoridades turcas. Karlov tem uma longa carreira como diplomata e já ocupou o cargo de embaixador na Coreia do Norte.

— Hoje em Ancara, como resultado de um ataque, o embaixador da Rússia na Turquia, Andrei Gennadyevich Karlov, ficou ferido e morreu — disse a porta-voz. — Nós consideramos este um ataque terrorista.
http://og.infg.com.br/in/20670167-e49-10c/FT1086A/420/Turkey-Russian-Ambassador-GUJ320QQ3.1.jpgAndrei Karlov faz discurso antes de ser ferido por disparos em exposição de fotografias em Ancara - Burhan Ozbilici / AP

A embaixada turca disse ao jornal "Hurriyet" acreditar que este foi um ataque de radicais islâmicos. Segundo a "NTV", três outras pessoas ficaram feridas. Já a unidade da rede CNN na Turquia afirma que os tiroteios continuaram no mesmo edifício por mais um tempo, mas logo cessaram.

Um repórter turco no local disse que os funcionários da exposição saíram correndo na hora do ataque. O atirador mirou especificamente em Karlov. O episódio acontece um dia antes de o ministro das Relações Exteriores turco, Mevlüt Çavuşoğlu, viajar a Moscou para conversar com a Rússia e o Irã sobre a grave situalção na Síria e dias depois de protestos na Turquia contra o papel da Rússia na Síria. O Departamento de Estado dos EUA condenou o ataque contra o embaixador.



Nenhum comentário: